A IGREJA CRESCE QUANDO HÁ COMUNHÃO

A IGREJA CRESCE QUANDO HÁ COMUNHÃO

Agosto 28th, 2018
Simone Machado
0

“E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações. E em toda a alma havia temor, e muitas maravilhas e sinais se faziam pelos apóstolos. E todos os que criam estavam juntos, e tinham tudo em comum. E vendiam suas propriedades e bens, e repartiam com todos, segundo cada um havia de mister. E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração, louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar..”
Atos 2.42-47

INTRODUÇÃO
Por meio do livro de Atos, podemos observar os padrões da Igreja fundada por Jesus, bem como, a liturgia que formalizava a realização dos cultos, as reuniões do fiéis que se convertiam ao Senhor Jesus. A igreja do século XXI precisa ater aos ensinamentos fundamentais da igreja primitiva.

1. A IGREJA

a) Oração. A igreja primitiva vivia em oração (At 2.42). Eles enfrentaram as perseguições mediante às constantes orações. Herodes mandou matar Tiago; Pedro estava preso, na iminência de ser executado a mando do próprio Herodes. Mas a igreja permanecia em constante oração (At 12.12). O próprio Pedro vivia em permanente oração (At 3.1). A igreja de hoje ora? Deus nos dê força e graça para cultivarmos esta virtude da oração.
b) Efeitos da oração. A oração de um justo pode muito em seus efeitos (Tg 5.16). Deus permitiu que Tiago, irmão de João, fosse morto, a mando de Herodes.(At 12.2). São os mistérios de Deus com o seu povo. Porém, Deus livrou Pedro da prisão e da morte (At 12.3-17). Pedro estava na prisão, mas a igreja fazia contínua oração por ele (At 12.5). Deus o livrou de uma forma miraculosa. Deus ouve a oração dos justos. Ele está no controle de tudo.
c) Cura de enfermidades: Tiago nos ensina que a oração de um justo pode curar os enfermos (Tg 5.16). Jesus mesmo nos deixou esse legado, quando disse, e imporão as mãos sobre os enfermos e serão curados. (Mc 16.18). Quando Pedro e João estavam indo para o tempo à hora nona para orar, oraram pelo coxo e o poder da oração o curou. (At 3.6-7). Jesus disse que tudo o que pedirmos, em oração, crendo, receberemos e o teremos. (Mc 11.24). Glorias a Deus, que nos dá saúde.

2. FUNDAMENTOS DA IGREJA PRIMITIVA
O escritor dos Atos dos apóstolos, Lucas, nos dá pelo menos três fundamentos para uma igreja neotestamentária, que certamente norteou o destino da igreja, que deu os parâmetros para a realização dos cultos e reuniões realizados pelos apóstolos. Era o início de uma igreja cujo corpo era formada pelos salvos e tinha como cabeça o próprio Cristo. (Cl 1.18).
a) Doutrina dos apóstolos. Os apóstolos eram credenciados para anunciar o evangelho fundamentado na doutrina de Jesus, pois foram eles que conviveram, que andaram com Jesus, que compartilharam com o seu ministério. A convivência com o Senhor Jesus trouxera a eles conhecimentos singulares, que certamente podiam transmitir aos novos convertidos, a Igreja de Cristo, que ora surgia. Os apóstolos foram escolhidos pelo próprio Jesus (Mt 10.2-4). A doutrina dos apóstolos era a do próprio Senhor Jesus, Ele que a deixara.
b) Comunhão e Adoração. No grego koinonia, que significa compartilhar, ou fazer com que outros compartilhem. Isso nos leva a entender que todos ali naquela comunidade cristã, estavam reunidos naquela formando aquela nova igreja, sempre unidos e com o mesmo objetivo, que era servir a Deus, com observância dos ensinamentos transmitidos pelos apóstolos, que aprenderam diretamente do mestre Jesus. Havia uma corrente que os mantinha unidos que era a pessoa de Jesus Cristo, anunciado pelos apóstolos. Comungar com Cristo e adorá-lo fazia parte da liturgia daqueles fiéis.
c) Partir do pão. Este texto está demonstrando a santa ceia do Senhor Jesus. Eles faziam a celebração observando os ensinamentos dados por Jesus na última santa ceia celebrada, antes da morte de Jesus; faziam em memória do Mestre, como recomendado pelo próprio Jesus.(Lc 22.19).

3. CARACTERÍSTICAS DA IGREJA PRIMTIVA
Observamos a realização dos grandes acontecimentos daquela igreja. Todas as virtudes necessárias e ensinadas pelo mestre Jesus, foram também transmitidas e vividas pela igreja dos primeiros séculos, implantada pelos próprios apóstolos de Cristo.
a) Temor e milagres. Aqui o escritor de atos dos apóstolos descreve que em “cada alma havia temor”, e certamente se havia uma consideração dos não-cristãos daquela época por todos apóstolos e discípulos de Jesus, era porque por mais que não cressem viam que este grupo fazia “sinais e maravilhas”. Isto era tão notório que até Paulo em suas cartas chega a mencionar (Rm 15.19; 2 Co 12.12). Nota-se que, o termo “se faziam mediante” simboliza que o poder não era deles, eles eram apenas instrumentos de Deus, o poder é do Espirito Santo (At 1.8). Um dos milagres bem conhecidos também realizados por essa igreja, foi a cura do coxo da porta formosa, pois foi realizada somente pelo nome de Jesus.
b) Tinham tudo em comum. (At 2.44-45) Um dos resultados que admiravam nesta igreja primitiva é que “tinham tudo em comum” isto se tornou um habito comum entre os crentes. Isso podia ser traduzido como que continuavam a usar todas as coisas em comum. Para eles não importava quem tinha mais ou quem era bem financeiramente em meio a sociedade, eles partilhavam tudo de bom grado, ajudavam uns aos outros sem questionamentos “segundo a necessidade de cada um”. No impacto do entusiasmo religioso, a igreja primitiva vivia desta maneira; os ditos de Jesus acerca da abnegação podem ter sugerido este modo de vida. Não devemos, porém, tirar a conclusão de que tornar-se cristão, necessariamente acarrete uma vida numa comunidade cristã estreitamente fechada em si. Parece que o comunitarismo teria sido uma solução provisória neste caso, e necessário naquela circunstância. Entretanto, cuidar dos menos favorecidos é nosso dever cristão. (Gl 6.10; Fp 2.4; 1 Co 10.24).
c) Anunciavam o Evangelho de Cristo. O evangelismo daquela igreja era diário e constante “E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de se salvar”, O termo usado, “iam sendo salvos”, dá o sentido de que estavam sendo mantidos no estado de graça ao qual haviam chegado. Isso demonstra que o pecado estava fora de cogitação, estavam em um processo divino de obedecer os mandamentos, crendo na graça de Cristo sobre as suas vidas. Cristo está voltando. Vamos anunciar o evangelho de Cristo enquanto há tempo. A seara está pronta para a colheita. Vamos ser um verdadeiro ceifeiro na seara de Cristo. (Lc 10.2)

CONCLUSÃO
A igreja primitiva tem muito a nos ensinar, meus queridos irmãos. Vamos nos reunir e unir em oração, propagando e evangelho de Cristo, com um único propósito de servir a Deus, com fidelidade, santidade, unidade e objetivo focado no genuino Evangelho de Cristo. Que estes mesmos sentimentos que tinham naqueles crentes da igreja primitiva, que ainda possam haver em cada um de nós, mesmo em pleno século XXI. Somos um só corpo e um corpo não se divide. Deus nos abençoe.

Pr. Everaldo Prado

Deixe seu Comentário

Mensagens
Curta Nossa Página
Facebook By Weblizar Powered By Weblizar